Bichectomia: o que é, como é feita a cirurgia e riscos

Bichectomia: o que é, como é feita a cirurgia e riscos

  • 27 de Fevereiro de 2019
  • Revitalle

Desde quando surgiu a Bichectomia?

O tecido gorduroso bucal foi descrito pela primeira vez em 1732, por Heister, o qual acreditava se tratar de uma estrutura de natureza glandular, denominando-a “glândula malar”. Em 1802, Bichat foi capaz de detectar sua natureza adiposa. Há uma estreita relação entre a gordura bucal e músculos da mastigação, auxiliando os lactentes na sucção do leite por atuar com um tecido de deslizamento. Sua projeção diminui com o aumento da idade, tanto pela redução discreta de seu volume quanto pelo crescimento facial em maior proporção.

O que é a bichectomia?

A bichectomia é a em que há a retirada total ou mesmo parcial de duas bolsas de gorduras presentes uma em cada lado da boca, entre o maxilar e a mandíbula, chamadas de "bolas de Bichat". Essas bolsas de gordura estão presentes no corpo, não importa se a pessoa está ou não acima do peso. A finalidade da bichectomia esteticamente é reduzir o volume da parte de baixo do rosto dando aquele aspecto de blush. Já funcional para aqueles pacientes que sofrem com mordeduras frequentes e também que se incomodam com o tamanho de suas bochechas, buscando um rosto harmonioso. Vale lembrar que, por ser uma estrutura anatômica, depois de retirada, a bola de Bichat não volta a se formar, mesmo que a pessoa venha a engordar ao longo da vida, ou seja, a cirurgia é irreversível.

Bichectomia: o que é, como é feita a cirurgia e riscos

http://rbcp.org.br/details/2208/pt-BR/bichectomia-e-sua-contribuicao-para-harmonia-facial

Outros nomes

Remoção das bolas de Bichat.

Indicações da bichectomia

A bichectomia é uma cirurgia estética ou funcional.

Pré-requisitos para fazer a cirurgia

Antes de tudo é importante que seja feita a avaliação clínica pelo profissional que executará a cirurgia, para que ele possa avaliar se há indicação e quais são as expectativas da paciente quanto ao tratamento.

Contraindicações para bichectomia

Pessoas com problemas de saúde, como doenças infecciosas ativas, são contraindicadas a fazer esse tipo de cirurgia. Além disso, pessoas com uma expectativa irreal sobre o procedimento não devem realizar esse tipo de operação e pacientes menos de 18 anos.

Como é feita bichectomia

A cirurgia é intraoral, ou seja, o corte é feito dentro da boca, pois as mucosas bucais tem uma melhor cicatrização e não deixam marca aparente. Nesses casos o paciente recebe anestesia local, após é procurada as marcas anatômicas no interior de sua boca que indicam a localização das bolas de Bichat. Uma incisão é feita e as bolsas de gordura são removidas parcialmente - raramente a operação retira-as totalmente.

Duração da cirurgia

A bichectomia dura em média de uma hora.

Pós-operatório da bichectomia

O pós-operatório da bichectomia é simples. Normalmente ocorre um inchaço na região, devido ao corte cirúrgico, que pode ser tratado com o uso de compressas de água fria. Os cuidados são semelhantes a uma extração dentária. O retorno às atividades normais em geral demora 3 dias e a volta das atividades físicas depende da avaliação e indicação.

Bichectomia: o que é, como é feita a cirurgia e riscos

Antes e depois da bichectomia

O resultado esperado após a bichectomia é um afinamento discreto do rosto. Pessoas com bochechas mais proeminentes podem notar um contraste e afinamento maior.

Bichectomia: o que é, como é feita a cirurgia e riscos

Alie a bichectomia com...

Algum preenchimento com ácido hialurônico discreto nos malares pode ajudar a ressaltar ainda mais o afinamento do queixo, causado por uma ilusão de óptica.


Veja mais

Artigos Relacionados

Clareamento Dental

Clareamento Dental

Clareamento Dental O que é estar bem para você? Look na moda, maquiagem impecável e um cabelo de arrasar...
Veja Mais